SOBRE AQUILO QUE NÃO É DITO, MAS JÁ ESTÁ DITO E FEITO

  • Myriam Cadorin Dutra

Resumo

O artigo propõe um movimento reflexivo a respeito dos atos de enunciação como um lugar de construção da intersubjetividade. Observa fragmentos de falas do quotidiano, especialmente o quotidiano do trabalho, buscando ajudar a compreender o papel central do ato de enunciar/comunicar, num dado momento em que transita a informação entre emissor e receptor. Busca evidenciar a relação entre enunciação e atividade.Palavras-chave: Enunciação. Atividade. Complexidade.
Publicado
2014-08-04
Seção
Artigos