RESTRIÇÕES ALIMENTARES NOS EVENTOS SOCIAIS E CORPORATIVOS: A PERCEPÇÃO DE GESTORES DE UMA REDE GLOBAL DE HOTÉIS

  • Alessandra Rodrigues Gonzaga Faculdade Senac Porto Alegre
  • Maiga de Cássia Reck
  • Marilene Bandeira Machado

Resumo

No mercado hoteleiro cresce a preocupação com serviços de qualidade na área de Alimentos e Bebidas, especialmente nos eventos, de forma que atenda às necessidades de clientes, inclusive daqueles com restrições alimentares. Por meio de entrevistas com gestores de uma rede hoteleira multinacional, com unidade instalada em Porto Alegre, buscou-se reunir informações sobre o tratamento dado às restrições alimentares nos serviços voltados para os eventos sociais e corporativos da rede. A análise qualitativa das informações apontou a viabilidade do atendimento a pessoas portadoras de restrições a partir de alterações simples nos menus oferecidos, desde que buscando-se um maior planejamento do processo e treinamento dos profissionais envolvidos com o atendimento e as competências para executar os serviços.Palavras-chave:  Restrições alimentares. Eventos. Alimentos e Bebidas.

Referências

REFERÊNCIAS

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ALERGIA E IMUNOPATOLOGIA. Informações ao Público. 2014. Disponível em: <http://www.sbai.org.br/noticias.asp?s=81>. Acesso em: 02 fev. 2014.

BARRETO, Ronaldo Lopes Pontes. Passaporte para o sabor: tecnologias para a elaboração de cardápios. 4. ed. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2003.

BORSOI. Maria Angela. Nutrição e dietética: noções básicas. 5. ed. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 1999.

BURTON, Benjamin Theodor. Nutrição humana: manual de nutrição na saúde e na doença. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1979.

CASTELLI, Geraldo. Administração hoteleira. 9.ed. Caxias do Sul: EDUCS, 2001.

DÓRIA, Carlos Alberto. A culinária materialista: a construção racional do alimento e do prazer gastronômico. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2009.

EVANS, Elizabeth. Dieta e nutrição. São Paulo: Círculo do Livro, 1986.

GIACAGLIA, Maria Cecília. Organização de eventos: teoria e prática. São Paulo: Pioneira Thompson Learning, 2004.

KINTON, Ronald; CESERANI, Victor; FOSKETT, David. Enciclopédia dos serviços de alimentação. São Paulo: Livraria Varela, 1998.

MARTINS, Gilberto de Andrade; THEÓPHILO, Carlos Renato. Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2009.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 14. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

OLIVEIRA, Ana Flávia Santos. Restrições alimentares no café da manhã na hotelaria. 2010. 60 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Tecnologia em Hotelaria) - Faculdade Senac Porto Alegre, Porto Alegre, 2010.

SCHLÜTER, Regina G. Gastronomia e turismo. São Paulo: Aleph, 2003.

VASCONCELLOS, Frederico; CAVALCANTI, Eudemar; BARBOSA, Lourdes. Menu: como montar um cardápio eficiente. São Paulo: Roca, 2002.

VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de coleta de dados no campo. 2. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

WALKER, John R. Introdução à hospitalidade. 2. ed. São Paulo: Manole, 2002.

ZARABOZO, Jamaal. Manual para o novo muçulmano. Brasil: 2011.

Publicado
2015-10-02
Seção
Artigos