EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONSTRUÇÕES QUE CONTRIBUEM PARA A SATISFAÇÃO DO ALUNO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA

  • Marlei Maria Veduim Marcuzzo Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
  • Juçara Salete Gubiani Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
  • Luis Felipe Dias Lopes Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
  • Damiana Machado de Almeida Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
  • Jonathan Saidelles Corrêa Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.

Resumo

O crescente aumento de investimentos de instituições de ensino superior na modalidade de ensino a distância evidencia a relevância das tecnologias digitais na busca do ensino de qualidade. Nesse sentido, este estudo objetivou identificar e explicar estatisticamente os fatores que conduzem à satisfação dos alunos de cursos educação a distância na Universidade Federal de Santa Maria. Esta pesquisa se caracteriza como descritiva, do tipo survey, utilizando-se da abordagem quantitativa. Para a coleta dos dados, adaptou-se um modelo teórico que define dimensões, constructos e variáveis que viabilizaram a análise dos dados. Participaram os discentes dos cursos de graduação e pós-graduação a distância do sistema da Universidade Aberta do Brasil da Universidade Federal de Santa Maria. No intuito de explicar as relações entre as variáveis dependentes e independentes do modelo utilizado, empregou-se a técnica estatística da regressão linear múltipla. Por fim, evidenciou-se que a satisfação do aluno é explicada pelos constructos qualidade do curso, flexibilidade do curso, utilidade percebida e facilidade de uso, sendo os dois primeiros relacionados à dimensão curso e os dois últimos à dimensão do modelo de ensino.Palavras-chave: Educação a distância. Satisfação do aluno. Instituição de ensino superior. Gestão pública.

Biografia do Autor

Marlei Maria Veduim Marcuzzo, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
Mestre em Engenharia de Produção pela Faculdade Metodista de Santa Maria - UFSM.
Juçara Salete Gubiani, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
Doutora em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
Luis Felipe Dias Lopes, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
Professor Doutor em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM
Damiana Machado de Almeida, Universidade Federal de Santa Maria – UFSM
Doutoranda em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM.
Jonathan Saidelles Corrêa, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
Mestrando em Administração pela Universidade Federal de Santa Maria

Referências

AMOROSO, D. L., CHENEY, P. H. Testing a causal model of end-user application effectiveness. Journal of Management Information Systems, v. 8, n. 1, p. 63-89, 1991.

ANNETTA, L.; MATUS, J. C. Analysis of satisfaction and perceived learning of science in different distance education delivery modes for rural elementary school teachers involved in a professional development project. Internation Journal of Science and Mathematics Education. v. 1, p. 311-331, 2003.

APPLETON-KNAPP, S. L.; KRENTLER, K. A. Measuring student expectations and their effects on satisfaction: the importance of managing student expectations. Journal of Marketing Education, Newbury Park, v. 28, p. 254-264, 2006.

ARBAUGH, J. B. Virtual classroom characteristics and student satisfaction with internet-based MBA courses. Journal of Management Education, v. 24, n. 1, p. 32-54, 2000.

ARETIO, L. G. Educación a distancia hoy. Madrid: UNED, 2001.

BARBEITE, F.G.; WEISS, E.M. Computer self-efficacy and anxiety scales for an Internet sample: testing measurement equivalence of existing measures and development of new scales. Computers in Human Behavior, v. 20, n. 1, p. 1-15, 2004.

BELLONI, M. L. Educação a distância. Campinas, SP: Autores Associados, 2002.

BORGES, F. E. O. Satisfação dos alunos com Pós-graduação em Educação Especial – Domínio cognitivo e motor. 2011. 140 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Escola Superior de Educação Almeida Garrett. Lisboa. 2011.

BUARQUE, C. A Aventura da Universidade. São Paulo: Ed. Paz e Terra, 1994.

CASPI, A.; BLAU, I. Social presence in online discussion groups: testing three conceptions and their relations to perceived learning. Soc. Psychol Educ. v. 11, p. 323-346. 2008.

CHAUI, M. A Universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, v. 24, p. 5-15, 2003.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: Métodos qualitativo, quantitativo e misto. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

CRIPPA, S. M. Análise de ferramentas para seleção de ambientes gerenciadores de ensino a distância mediado por computador. 2002. 130f. Dissertação (Mestrado em Gerenciamento de Sistemas de Informação) – Pontifícia Universidade Católica de Campinas, Instituto de Informática, Campinas, 2002.

DALMAU, M. B. L. Introdução à educação a distância. Florianópolis: Departamento de Ciências Administrativas/UFSC, p. 106, 2007.

GATTIKER, U. E.; HLAVKA, A. Computer attitudes and learning performance: Issues for management education and training. Journal of Organizational Behavior, v. 13, n. 1, p. 89 - 101, 1992.

GRASEL, D. Qualidade e melhoria do ensino superior brasileiro. Universidade e Sociedade, Brasília, n. 22, ano X, p. 84-89, nov. 2000.

HAIR, Jr. F.; ANDERSON, R. E.; TATHAM, R. L.; BLACK, W.C. Análise multivariada de dados. Porto Alegre: Bookman, 2009.

JOO, Y. J., BONG, M., CHOI, H. J. Self-efficacy for self-regulated learning, academic self-efficacy, and Internet self-efficacy in webbased instruction. Educational Technology Research and Development, v. 48, n. 2, p. 5-17, 2000.

LEE, G.; JOLLY, N.; KENCH, P.; GELONESI, B. Factors Related to Student Satisfaction with Universit. In: First year in Higher Education Conference: Creating future for a new millennium, 5-7 Julho, 2000.

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2006.

MARCHETI, A. P. C.; BELHOT, R. V.; SENO, W. P. Educação à distância: diretrizes e contribuições para a implantação dessa modalidade em instituições educacionais. Revista Digital: CVA-RICESU. v.3, n. 9, jul., 2005.

MARKS; R. B.; SIBLEY, S. D.; ARBAUGH, J. B.A structural equation model of predictors for effective online learning. Journal of Management Education, v. 29, n. 4, p. 531-563, 2005.

MOORE, M. & KEARSLEY, G. Distance education: a systems view. Belmont (USA): Wadsworth Publishing Company, 2008.

NORUSIS, M. J. SPSS 11.0 – Guide to Data Analysis. New Jersey: Prentice Hall, 2002.

PESTANA, M. H.; GAGEIRO, J. N. Análise de dados para ciências sociais: a complementaridade do SPSS. 3ª. Lisboa: Sílabo, 2003.

PINSONNEAULT, A.; KRAEMER, K. Survey Research Methodology in Management Information System: As Assessment. Journal of Management Information Systens, 1993.

PRETI, O. Educação a Distância: Inícios e Indícios de um Percurso NEAD/IE –UFMT. Cuiabá: UFMT, 1996.

SIMS, R. Interactivity: a forgotten art? Computers in Humam Behavior.

v. 13, n. 2, p. 157- 180, 1997.

SUN, P.; TSAI, R. J.; FINGER, G.; CHEN, Y.; YEH D. What drives a successful e-Learning? An empirical investigation of the critical factors influencing learner satisfaction. Computers & Education, v. 50, n. 4, p. 1183-1202, 2008.

THURMOND, V. A., WAMBACH, K.; Connors, H. R. Evaluation of student satisfaction: determining the impact of a web-based environment by controlling for student characteristics. American Journal of Distance Education, v. 16, n. 3, p. 169-189, 2002.

VIDAL, E. M.; MAIA, J. E. B. Introdução à Educação a Distância. 1. ed. ,Fortaleza: RDS Editora, p. 80, 2010.

VIEIRA, K. M.; MILACH, F. T.; HUPPES, R. D. Equações estruturais aplicadas à satisfação dos alunos: um estudo no curso de ciências contábeis da Universidade Federal de Santa Maria. Revista de Contabilidade e Finanças da USP. , v. 19, n. 48, p. 65-76, set./dez. 2008.

WEBSTER, J., HACKLEY, P. Teaching effectiveness in technology-mediated distance learning. Academy of Management Journal, v. 40, n. 6, p. 1282-1309, 1997.

Publicado
2017-08-09
Seção
Artigos