Formação empreendedora e atuação profissional: contribuições de escolas Sebrae - MG

  • Frederico Cesar Mafra Pereira Professor permanente do Mestrado Profissional em Administração da FPL Educacional (Fundação Pedro Leopoldo/MG)
  • Eloisa Helena Rodrigues Guimarães Professora do Mestrado Profissional em Administração da FPL Educacional (Fundação Pedro Leopoldo/MG)
  • Fabiana Marques Silva Borges Professora da Escola de Formação Gerencial (EFG FPL) - FPL Educacional (Fundação Pedro Leopoldo/MG)

Resumo

As organizações passaram a exigir profissionais cada vez mais qualificados para atenderem a um mercado flutuante e em rápida transformação. O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) priorizou ações educacionais voltadas à formação de jovens empreendedores com capacitação gerencial para suprir tal demanda. Este estudo investigou as contribuições da formação empreendedora na atuação profissional dos egressos das Escolas de Formação Gerencial SEBRAE em Minas Gerais. Foi realizado estudo descritivo quantitativo junto a 221 egressos selecionados via amostra não probabilística por acessibilidade. Concluiu-se que a formação gerencial proposta contribui positivamente para a atuação profissional dos egressos, a partir dos seguintes resultados: 92% avaliaram o Curso de Formação Gerencial SEBRAE “Ótimo ou Bom”, 95% não se arrependeram de terem feito o curso, 80% consideraram “Ótimo ou Bom” o seu desenvolvimento durante o curso e 78% avaliaram como “Ótimo ou Bom” a contribuição do curso para sua formação profissional atual. Palavras-chave: Empreendedorismo. Formação empreendedora. Formação gerencial. SEBRAE

Biografia do Autor

Frederico Cesar Mafra Pereira, Professor permanente do Mestrado Profissional em Administração da FPL Educacional (Fundação Pedro Leopoldo/MG)
Doutor e Mestre em Ciência da Informação (ECI-UFMG), Bacharel em Economia (FACE-UFMG), Especialista em Gestão Estratégica de Marketing (CEPEAD-UFMG). Atuo como professor permanente do Mestrado Profissional em Administração da FPL Educacional (Fundação Pedro Leopoldo/MG), e como professor convidado em cursos de MBA, Especialização, Programas Executivos e Mentorias na Fundação Dom Cabral (FDC), IBMEC-MG e IEC PUCMinas.

Referências

BARROS, A.J.D.S., LEHFELD, N.A.D.S. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo. Pearson Prentice Hall, 2007.

CARNEIRO, C.A. Comportamento empreendedor de gestores: Estudo de Caso em uma Instituição Pública de Ensino Superior. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) - Fundação Pedro Leopoldo, 2015.

CIMADON, J.E., RUPPENTHAL, J.E., MANFROI, A.S. A aplicação da “Teoria visionária” de Filion no desenvolvimento de MPEs: criadas por necessidade. In: XXVII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 2007. Anais...Foz do Iguaçu: ENEGEP, 2007.

COLLIS, J., HUSSEY, R. Pesquisa em administração: Um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação. 2ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.

DOLABELA, F. O segredo de Luísa. 30ª ed. São Paulo: De Cultura, 2006.

DORNELAS, J.C.A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro: Campus, 2008.

DRUCKER, P.F. Inovação e espírito empreendedor. 5ª ed. São Paulo: Pioneira, 1998.

ENDEAVOR. Portal Endeavor Brasil. Disponível em: https://endeavor.org.br. Acesso em 10 set. 2016.

FILION, L.J. Visão e relações: elementos para um metamodelo empreendedor. RAE – Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v.33. n.6, p.50-61, 1993.

FILION, L.J. Entendendo os intraempreendedores como visionistas. Revista de Negócios, Blumenau, v.9, n.2, p.65-80, 2004.

GEM – Global Entrepreneurship Monitor. Empreendedorismo no Brasil Relatório Executivo, 2010. Disponível em: http://www.ibqppr.org.br. Acesso em 10 set. 2016.

GEM – Global Entrepreneurship Monitor. Empreendedorismo no Brasil Relatório Executivo, 2016. Disponível em: http://www.ibqppr.org.br. Acesso em 10 set. 2016.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas, 2010.

HISRICH, R.D., PETERS, M.P. Empreendedorismo. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman, 2004.

JUNIOR ACHIEVEMENT. Portal JA Brasil. Disponível em: www.juniorachievement.org.br. Acesso em 10 set. 2016.

McCLELLAND, D.C. The achievement society. Princenton, NJ: D. Van Nostrand, 1961.

MELO, N.M. Sebrae Empreendedorismo: origem e desenvolvimento. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal de São Carlos, São Paulo, Brasil, 2008.

PEREIRA, R.A. As competências do educador na difusão da cultura empreendedora. Dissertação (Mestrado Profissional em Administração) - Fundação Pedro Leopoldo, 2010.

SANTOS, P.C.F. Uma escala para identificar o potencial empreendedor. Tese (Doutorado em Engenharia de Produção) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, 2008.

SCHUMPETER, J.A. A teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre lucros, capital, crédito, juros e o ciclo econômico São Paulo: Abril Cultural, 1982.

SEBRAE - Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Referenciais educacionais do Sebrae. Brasília: SEBRAE, 2006.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Projeto Político Pedagógico. Escola de Formação Gerencial Pedro Leopoldo. Pedro Leopoldo: SEBRAE, 2013.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Revista Passo a Passo. Brasília: SEBRAE, 2015a.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Projeto Político Pedagógico. Escola de Formação Gerencial Belo Horizonte. Belo Horizonte: SEBRAE, 2015b.

SEBRAE. Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. Portal SEBRAE. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae. Acesso em 03/02/2016.

SOUZA, C.G. Empreendedorismo e capacitação docente: Uma sintonia possível. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina, Santa Catarina, Brasil, 2001.

Publicado
2017-12-29
Seção
Artigos