Sucessão em empresa familiar, gestão do conhecimento e processo de aprendizagem

um estudo bibliométrico sobre a produção científica brasileira

  • Vitor Germano Bortolini Giongo Centro Universitário Ritter dos Reis (UNIRITTER)
  • Jhony Pereira Moraes Centro Universitário Ritter dos Reis (UNIRITTER) http://orcid.org/0000-0002-1669-9181

Resumo

Este estudo tem por objetivo realizar uma análise bibliométrica sobre a produção científica brasileira acerca da sucessão em empresas familiares, gestão do conhecimento e processo de aprendizagem. As empresas familiares constituem quase 90% do quadro de empresas brasileiras, correspondendo a 65% do PIB brasileiro e cerca de 75% de geração de emprego no território nacional. Também, quase 70% das empresas de cunho familiar permanecem na primeira geração – ou seja, o proprietário idealizador -  e pouco mais de 5% chegam até a terceira geração da família. Para a pesquisa foram analisados 1226 artigos na base de dados Scientific Periodicals Eletronic Library (SPELL). Em síntese, percebemos que apesar de existir literatura a respeito de sucessão familiar, muitas vezes o processo de sucessão das empresas familiares não é planejado e é abrupto. Entendemos, também, que existe uma deficiência de estudo quando se trata de interrelações entre gestão do conhecimento, aprendizagens e sucessão familiar.
Publicado
2020-12-16