Avaliação de critérios para a instalação de polos de apoio presencial para cursos de ensino a distância utilizando o Analytic Network Process

  • Fabrício Martins Carvalho da Silva Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Cecilia Toledo Hernández Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Julio Cesar Andrade de Abreu Universidade Federal Fluminense (UFF)

Resumo

A escolha do local para a instalação de um polo de apoio presencial tem um papel fundamental para o funcionamento dos cursos da modalidade de educação a distância, pois é a referência física para que os alunos possam realizar atividades presenciais obrigatórias, tais como aulas no laboratório, avaliações e tutoria presencial. Diante disso, este estudo teve como objetivo desenvolver um modelo de auxílio para a tomada de decisão para escolha de possíveis municípios para instalação de polos de educação superior a distância do consórcio CEDERJ. O modelo proposto é embasado em técnicas de apoio multicritério à decisão, em que foi utilizado o método Analytic Network Process (ANP) e agrupa um conjunto de critérios que possibilitam ao tomador de decisão conhecer informações necessárias sobre a viabilidade de determinado município sediar um polo de apoio presencial do CEDERJ. O modelo desenvolvido foi aplicado em um cenário composto por sete municípios da região do Vale Médio Paraíba onde não existem polos de educação superior a distância do consórcio CEDERJ. Os resultados obtidos demonstraram a eficácia do modelo na escolha do município que apresenta a condição mais favorável para implantação do polo. Entre as principais contribuições do estudo está a possibilidade de aplicação do modelo em outras regiões do país. Palavras-chave: Polos de apoio presencial. Educação a distância. Apoio multicritério à decisão. Analytic Network Process.

Biografia do Autor

Fabrício Martins Carvalho da Silva, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Mestrando em Administração pela Universidade Federal Fluminense (PPGA-UFF/VR).
Cecilia Toledo Hernández, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Estadual de São Paulo (UNESP), Professora Adjunta do Departamento de Engenharia de Produção da Universidade Federal Fluminense, Coordenadora do curso de graduação em Engenharia de Produção a Distância.
Julio Cesar Andrade de Abreu, Universidade Federal Fluminense (UFF)
Doutor em Administração pela Universidade Federal da Bahia, Professor Adjunto da Universidade Federal Fluminense.

Referências

ALVES, L. Educação à distância: conceitos e história no Brasil e no mundo. Revista Brasileira de Aprendizagem Aberta e a Distância, São Paulo, v.10, n.21, 2011.

ARRUDA, D. E. P.; ARRUDA, E. P. Educação à distância no Brasil: políticas públicas e democratização do acesso ao ensino superior. Educação em Revista. Belo Horizonte. v.31. n.03. p.321-338. jul./set., 2015.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996 Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 20 abr. 2017.

______. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei de diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 maio 2017 Disponível em:< http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm#art24>. Acesso em: 31 maio 2017.

______. Orientações básicas sobre polos do sistema Universidade Aberta do Brasil. 2013. Disponível em:<https://www.ead.unb.br/arquivos/legislacao/instrucoes/orientacoes_basicas _sobre_polos_uab.pdf>. Acesso em: 19 abr. 2017.

CASSIANO, K. M, et al. Distribuição espacial dos polos regionais do Cederj: uma análise estatística. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v.24, n.90, p. 82-108, jan./mar., 2016.

CEDERJ. Portal Consórcio Cederj/ Fundação Cecierj. Polos. Disponível em:< http://cederj.edu.br/cederj/polos/>. Acesso em: 20 abr. 2017.

COSTA, H. G. Introdução ao método de análise hierárquica: análise multicritério no auxílio à decisão. 1. ed. Niterói, RJ, 2002. Disponível em:< http://www.din.uem.br/sbpo/sbpo2004/pdf/arq0279.pdf>. Acesso em: 19 abr. 2017.

FIRMINO, D. L. F.; VIEIRA, J. J. Consórcio Cederj: uma análise crítica. Seminário Internacional Inclusão em Educação: Universidade e Participação. Anais. Rio de Janeiro, maio 2013. Disponível em:< http://www.lapeade.educacao.ufrj.br/anais/files/WSM31A54.pdf> Acesso em: 21 maio 2017.

GOMES JÚNIOR, S. F.; SOARES DE MELLO, J. C. C. B.; SOARES DE MELLO, M.H.C. Utilização do método de Copeland para avaliação dos pólos regionais do CEDERJ. Rio's International Journal on Sciences of Industrial and Systems Engineering and Management, v. 2, n1, p. 87-98, 2008.

IBGE. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo 2010. Disponível em:< https://cidades.ibge.gov.br/>. Acesso em: 10 abr. 2017.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior, 2010. Disponível em:< http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2010/divulgacao_censo_2010.pdf>. Acesso em: 15 maio 2017.

____. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Censo da Educação Superior, 2016. Disponível em:< http://sistemascensosuperior.inep.gov.br/censosuperior_2016/>. Acesso em: 15 maio 2017.

SPÍNDOLA, M.; MOUSINHO, S. H. Cederj – um caminho na direção da educação inclusiva. Ead em foco. Fundação Cecierj – nº 2- Rio de Janeiro, nov. 2012.

PEIXOTO FILHO, J., et al. Análise multicriterial para seleção de local para abertura de um polo de educação à distância. In: Anais XXI Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, Bento Gonçalves, RS, 2015. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2015/anais/pdf/BD_191.pdf. Acesso em: 15 abr. 2107.

PEIXOTO FILHO, J. Modelagem multicriterial aplicada a seleção de municípios para abertura de polos de educação a distância. 2016. 120f. Dissertação (Mestrado) – Engenharia de Produção, Universidade Cândido Mendes, Rio de Janeiro, 2016.

PEIXOTO FILHO, J.; ERTHAL JÚNIOR, M. Seleção de municípios para a abertura de polos EaD: uma tomada de decisão baseada em uma modelagem multicritério. In: Anais XXII Congresso Internacional ABED de Educação a Distância, Águas de Lindóia, SP, 2016, v.22, p.1-1. Disponível em: < http://www.abed.org.br/congresso2016/trabalhos/129.pdf>. Acesso em: 18 abr. 2017.

SAATY, T. L. A scaling method for priorities in hierarchical structures. Journal of Mathematical Psychology. v.15, p.234-281, 1977.

______. The Analytic Hierarchy Process: planning, priority setting, resource allocation. McGraw-Hill, New York, 1980.

______. Theory and Applications of the Analytic Network Process: decision making with benefits, opportunities, costs and risks. Pittsburgh: RWS, 2005.

SCHLÜNZEN, K. J. Educação a distância no Brasil: caminhos, políticas e perspectivas. ETD – Educação Temática Digital, Campinas, v.10, n.2, p.16-36, jun.2009.

SHIMIZU, T. Decisão nas Organizações. 2ª. Edição. São Paulo: Editora Atlas S.A., 2010. 419 p.

SILVA, M.; SANTOS, E. Avaliação da aprendizagem em educação online: fundamentos, interfaces e dispositivos, relatos de experiências. Edições Loyola. São Paulo, SP, 2006.

SOUZA, J. B. A. A contribuição dos polos presenciais na EaD: um estudo exploratório. Congresso Nacional de Ambientes Hipermídia para a Aprendizagem. São Luís, Maranhão, jun. 2015. Disponível em:< http://conahpa.sites.ufsc.br/wp-content/uploads/2015/06/ID32_Souza.pdf>. Acesso em: 17 maio 2017.

SUN, P. et al.. What drives a successful e-Learning? An empirical investigation of the critical factors influencing learner satisfaction. Computers & Education, v.50, p.1183-1202, 2008.

SUPERDECISIONS. Creative Decisions Foundations. Software de apoio à decisão. Disponível em:< https://www.superdecisions.com/tutorials/index.php?section=2_8>. Acesso em: 12 abr. 2017.

WAQUIL, M. P., et al. Educação a distância e comunidades virtuais de aprendizagem: novos espaços, novas possibilidades. Revista Competência, Porto Alegre, RS, v.2, n.1, p.43-57, 2009.

WEIDLE, D.; KICH, J. I. D. F.; PEREIRA, M. F. Projeto UAB: Uma Análise estrutural dos polos de apoio presencial do curso de Administração da UFSC. Revista GUAL. Florianópolis. Edição especial. p.94-114, 2011.

Publicado
2017-12-29
Seção
Artigos